Notícias CDL

DECORAÇÃO DE VITRINE: SETE DICAS PARA SUA LOJA CHAMAR A ATENÇÃO DO CONSUMIDOR

Está chegando mais uma data comemorativa, 7 de setembro, Dia da Independência, aproveite esta data para mostrar todo nosso patriotismo e ao mesmo tempo vender mais com uma vitrine decorada. Então confira algumas dicas de como decorar sua vitrine:

Para atrair clientes os comerciantes devem sempre caprichar nas vitrines de suas lojas. O layout de vitrine perfeito para decorar uma vitrine é aquele que atrai consumidores, os convence a entrar em seu estabelecimento e provoca encantamento com seus produtos.

No entanto, ao contrário do que alguns varejistas pensam, vitrine não é estoque. Ela precisa ser organizada, com o poder de deixar o cliente curioso e com vontade de entrar na sua loja ou stand.

Não adianta ter produtos incríveis se eles não são expostos de forma adequada. Mais do que um cartão de visitas, a vitrine é um dos principais meios de comunicação do varejo com seus clientes.

Antes de começar a montar sua vitrine, é preciso sempre ter em mente o seu público-alvo – isso ajudará na hora de decidir quais itens devem ser colocados na vitrine e a criar a forma mais atrativa para expô-los nesse espaço.

Para isso, é preciso saber a faixa etária do seu consumidor potencial, bem como o nível de educação, interesses, faixa de renda e estilo de vida. Assim, o seu espaço de exposição pode ser melhor aproveitado.

1. Mantenha o foco no seu público-alvo
O primeiro ponto essencial é conhecer a fundo o perfil dos clientes do seu negócio. Isso vai ajudar muito na hora de planejar a decoração de vitrine. Se você tiver informações precisas e atualizadas sobre seus clientes – incluindo faixa etária, nível educacional, poder de compra e estilo de vida – será mais fácil montar a vitrine com temas que tenham relação com as preferências do seu público.

2. Atraia o cliente usando os cinco sentidos
Já que estamos falando de cinco dicas, vamos nos lembrar de que temos também cinco sentidos. Por isso, não crie uma decoração de vitrine pensando somente no visual. Lembre-se que há outros níveis de percepção que sua marca pode explorar para conquistar o consumidor.
A audição, por exemplo, é uma excelente forma de atrair as pessoas. Dependendo do seu público-alvo, você pode colocar músicas específicas, em sintonia com as preferências dos clientes, para tornar mais estimulante e prazerosa sua procura por novidades.

E já que sua vitrine é o grande chamariz, não se esqueça de permitir aos clientes que toquem os produtos, principalmente se você tiver uma loja de roupas ou calçados. Dessa forma, você aproveita o sentido do tato e possibilita ao consumidor que se sentiu atraído pelo visual da vitrine sentir o tecido ou o material da peça em exposição.
O olfato também pode ser aproveitado em diferentes tipos de varejo. Mesmo que você não venda alimentos, sua vitrine pode ter um cheiro diferente e que combine com seu público-alvo. Se você vende produtos para adolescentes, que tal usar um perfume que esteja na moda nessa faixa etária? Não esqueça que o cheiro ativa centros no cérebro que controlam as emoções, um dos fatores mais importantes para que o cliente decida pela compra.
Evidentemente, o sentido do paladar só poderá ser usado se você vende produtos comestíveis, mas o cheiro está tão próximo ao paladar que, dependendo do caso, uma loja com um cheiro agradável chega a dar “água na boca” em quem está comprando no ambiente.

3. Crie sugestões e ambientações na vitrine
Ao fazer uma compra, o cliente sempre gosta de imaginar como aquela peça que está comprando pode atender suas necessidades da melhor forma. No caso de roupas e calçados, por exemplo, ele vai querer experimentar antes de comprar.
Para facilitar este processo, você pode planejar a decoração de vitrine de forma a sugerir situações de uso dos produtos, dando ao cliente chances de visualizar mais facilmente como suas mercadorias servirão para ele. Na venda de móveis, crie um ambiente; na venda de roupas, crie uma situação ou temática para estimular a imaginação do consumidor.

4. Combine os produtos em exposição
Uma estratégia interessante e bastante chamativa para a decoração de vitrine é a combinação de mercadorias, oferecendo mais razões para seu cliente efetuar a compra. Pense em um supermercado ou uma padaria: geralmente a vitrine exibe, ao mesmo tempo, pães e frios, sugerindo diferentes combinações entre os produtos.
A vitrine da sua loja também pode ser decorada dessa forma, sem limites para a criatividade. Procure usar grupos e categorias para organizar a decoração, fazendo uma exposição que combine grupos de tonalidades semelhantes, tamanhos ou tipos.
Se você vende produtos que se complementam, não esqueça de oferecer sugestões de combinações na vitrine. No caso de uma loja de roupas, procure exibir looks completos ao invés de peças únicas. Nas lojas de calçados e acessórios, uma boa ideia é expor os sapatos acompanhados de meias, cintos e bolsas, por exemplo.

5. Lembre-se da “regra de três” na decoração de vitrine
A tradicional “regra de três” que aprendemos na escola não serve apenas para fazer cálculos. Ela também pode ser aplicada na decoração de vitrine, criando um grande apelo visual.
Ao organizar a vitrine você pode agrupar as mercadorias em lotes de três peças, ou seja, quando montar sua exposição, agrupe três peças de um mesmo item lado a lado, em vez de expor apenas uma peça.
Se você estiver fazendo a decoração de vitrine pela altura, coloque um produto mais abaixo, um no meio e um no alto. Essa disposição chama mais atenção por que nossos olhos estão acostumados a se mover e procurar elementos ao redor, buscando simetria no que observamos.

6. Iluminação
Use sempre uma iluminação para que as pessoas enxerguem bem os produtos e os preços expostos na sua vitrine. Não deixe cantos escurecidos e adicione refletores para dar enfoque maior em determinados produtos, criando pontos de interesse. Dependendo da temática, você também pode usar luzes coloridas.
Considere a possibilidade de utilizar lâmpadas do tipo LED. Apesar de mais caras, elas economizam energia, têm maior durabilidade e alta capacidade de dar destaque para os detalhes dos seus produtos.
O ideal é que a temperatura de cor da lâmpada que se utiliza nas vitrines seja igual à iluminação geral da loja, para que os clientes não tenham um desconforto visual ou notem diferenças de cor do produto.

7. Renovação constante
Todos os dias, modifique pequenas coisas na sua vitrine, trocando pelo menos um produto, e renove-a completamente de mês a mês. Isso pode chamar a atenção do seu cliente, dando a ideia de mudança e novidade. Além disso, essa renovação diária permite exibir produtos que não podiam ser colocados na vitrine antes por falta de espaço.
Faça, também, um bom planejamento para potencializar os produtos de acordo com as datas importantes, como Natal, Dia das Mães, etc.

Fonte: Alumipac - Meu Crediário

Tópicos: Vendas, Vitrine, Consumidor, 7 de Setembro

Recomendados para você