Notícias CDL

MANDETTA DIZ QUE 'QUALQUER PESSOA' PODE FAZER MÁSCARA DE PANO CONTRA O CORONAVÍRUS

Ministério da Saúde mudou orientação: antes, indicação de uso das máscaras era apenas pessoas com sintomas ou profissionais da saúde.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta quarta-feira (1º) que "qualquer pessoa" pode fazer máscaras de pano como barreira contra o coronavírus Sars-Cov-2. Antes da afirmação de Mandetta, a recomendação do governo federal era para que somente profissionais de saúde e pessoas com sintomas ou com casos confirmados da Covid-19 usassem o equipamento de proteção. A Organização Mundial da Saúde (OMS) ainda mantém essa restrição.

"Qualquer um pode fazer sua máscara de pano" - Luiz Henrique Mandetta

Na terça-feira, o ministério já tinha sinalizado que trabalhava em um protocolo para ampliar o uso do equipamento. Mandetta ressaltou que há estudos científicos que indicam o uso e disse que conversa com a indústria têxtil para que máscaras feitas com TNT sejam produzidas e oferecidas para a população em geral.

Nesta quarta, o ministro também reforçou que há a possibilidade de uso de máscaras caseiras e pediu para que as máscaras cirúrgicas ou N95, que oferecem maior proteção, sejam deixadas apenas para o uso de profissionais da saúde. Ele pediu, inclusive, para que quem comprou o modelo N95 entregue nos hospitais para uso dos médicos.

Tecidos indicados
Durante apresentação, o ministro pediu aos técnicos da pasta que divulguem ainda na manhã de quinta-feira as orientações completas sobre o tema. Segundo o ministro, o que antes ele mesmo apresentou como "protocolo" serão na verdade recomendações simples sobre quais os tipos de tecido usar, tempo de uso e como lavar as máscaras para reutilização.

"Acho que máscaras de pano para os comunitários funciona muito bem como barreira. Não é caro de fazer, faça você mesmo, tem na internet, faça você mesmo e lave com água sanitária, ou o nome que você conhece. Lave por 20, tenha 4 ou 5 de uso pessoal, você mesmo lava, reaproveite. Agora é lutar com as armas que a gente tem. Não adianta a gente ficar agora lamentando que a china não tá produzindo. Vamos ter que criar as nossas armas e as nossas armas vão ser aquelas que nós tivermos", disse Mandetta.

Fonte G1


Tópicos: Coronavírus, Saúde, Proteção

Recomendados para você